"Melhor do que cem euros ... só mesmo mais cem anos rodeada de pessoas como estas !! "

10:42

"O sol já se pôs, a lua começa a aparecer, as luzes da sala de estar apagadas, uma árvore branca num dos cantos, as luzes de natal a piscar, uma roupa quentinha, um cobertor, uma televisão e a FAMÍLIA." 


Acho que nunca percebi/entendi o verdadeiro significado do Natal ou o que é o espírito Natalício. 
Bem, se calhar alguns de vocês, nunca iriam querer confessar "publicamente" o que realmente os move no natal, mas, nem todos pensavam como eu ... sim, pensavam como eu, falo no passado porque só ontem comecei a perceber algumas coisas. 
A verdade é que muitos de nós, não ligam mesmo ás prendas, outros então ligam demasiado, eu era uma dessas pessoas, para mim o natal era constituído pelas prendas e eram essas que davam ênfase à noite,mas, enganei-me. 
Não é o número de prendas que vos devia mover, não é o tamanho de cada uma que vos devia mover, mas sim, o verdadeiro SIGNIFICADO dessa prenda, este ano eu tinha uma pequena percepção que o "natal" iria ser pequeno, novo trabalho, mudanças e outras coisas que prefiro manter só para mim e para os meus, que, as coisas estavam um pouco difíceis. Apesar de saber disso, eu queria, queria prendas. Estava a ser egocêntrica. Não queria pensar, e se tivesse mil prendas o que é que iria haver na mesa para o almoço, jantar,pequeno almoço, lanche ... percebem? 
Ontem à noite jantamos e rimos imenso, no meu pensamento ainda estava o "querer", depois juntei-me a todos na sala, sentados no sofá a ver o Inspector Max, decidimos começar a jogar ao jogo dos "países" e quem perdesse abria uma prenda ... a minha mãe foi a primeira ... depois foi o meu pai e logo a seguir eu e a minha irmã, depois de estarmos acabar de abrir as prendas, aconteceu aquilo que eu nunca pensava vir a acontecer. 
Dentro de uma embalagem pequenina, estava uma carteira, com alguns monumentos Londrinos, abri a carteira e vi que tinha o plástico-bolha e retirei-o e disse - " Olha, uma carteira ... que gira !! " mas não tinha reparado no que lá estava dentro, eram umas notas, assim que as vi, uma enorme vontade de chorar apareceu e sim, eu chorei. Porque foi aí que eu me apercebi, que mesmo com a situação financeira mais-ou-menos, o meu pai e a minha mãe deram me a quantia de "cem euros", tanto para mim como para a minha irmã, a minha mãe começou a chorar ... a minha irmã começou a chorar e o meu pai "saiu da sala", eu sabia que ele também estava emocionado apesar de não querer que nós o víssemos. 
O que quero que percebam, não é que eu fiquei emocionada-feliz por ter recebido aquela quantia de dinheiro, mas sim porque eu PERCEBI que foi um sacrifício da parte dos meus pais, foi com BONDADE que eles nos deram, eu percebi nesse momento ... que não era nenhuma prenda ou quantia de dinheiro que me faziam falta mas sim A MINHA FAMÍLIA, A BONDADE QUE RESIDE EM NÓS, A ESPERANÇA QUE ISTO DEVIA SER ETERNO, A FAMÍLIA E A VONTADE DE VIVER FELIZ E LIVRE. 
Melhor do que cem euros, só mesmo mais cem rodeada de pessoas como estas, sou uma rapariga feliz e sortuda por estar rodeada de pessoas como estas. 

"À um ano ou dois disseram me, que tinha sido eu a escolher, a escolher a minha família e tinha vindo para ela com um propósito e tenho vivido na dúvida de qual era esse mesmo propósito ... e FINALMENTE percebi que o meu propósito era VIR AMAR E VIVER POR MUITOS ANOS junto desta FAMÍLIA que me dá MUITO AMOR"


                                                                                                         Inês ou Mia. 


You Might Also Like

1 comentários

  1. Concordo! O mais importante são mesmo as pessoas!

    Beijinhos,
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar